sábado, 26 de julho de 2014

O que seria de um escritor sem seus leitores?

 
 
O que seria de um escritor sem seus leitores?
 Essa pergunta me acompanha desde que comecei nesse ramo maravilhoso da Literatura Nacional. Escrevo pensando em quem vai ler meus textos, com o cuidado de ser bem clara, objetiva ao transmitir as minhas emoções através das palavras. Minha maior satisfação é saber que alguém dividirá comigo um pedacinho de mim.
Por isso, o fato de que me importo em escrever o que gosto, também interfere em saber para quem estou escrevendo, com o cuidado de satisfazer a expectativa do leitor.
 Sou muito grata a todos que  me acompanham e me motivam a cada passo que avanço, nessa longa, porém prazerosa jornada. E uma maneira de agradecer é sempre levar a cada um de meus leitores, esse pedacinho de mim, seja de uma forma direta ou indireta, através das minhas palavras e histórias.
 
 
Tenho muito orgulho de fazer parte da Literatura Nacional, que a cada dia cresce com qualidade, talentos maravilhosos e pessoas que buscam trazer para o público leitor uma forma de motivação e incentivo a leitura.
Deixo aqui meus sinceros agradecimentos aos grandes escritores, que nos inspiram a continuar, principalmente quando tudo parece perdido. Temos que acreditar que se está difícil para nós, no século 21, imagine quando eles começaram. Graças a persistência e talento, hoje somos presenteados com suas obras maravilhosas.
Nossos grandes escritores partem para o ramo espiritual, mas deixam suas riquezas, motivando cada vez mais novos autores a continuarem.   
E por que eles conseguiram? Porque tiveram um público maravilhoso que leu suas obras, levando-os ao reconhecimento merecido.
É por isso que eu digo: O que seria de mim sem meus leitores?
 
Obrigada, meus queridos!!